Agendamentos:

(11) 95637-4311


Endereços a sua escolha:

✔ Av. Santo Amaro, 4644 cj 206
Brooklin - SP

Blog

Blog Fórmula Odonto. Criado para atualizar  sobre as novas tendências da odontologia moderna, além de textos, vídeos e notícias mais relevantes da atualidade, sendo desenvolvido por cirurgiões dentistas e colaboradores da área de saúde. As publicações são revisadas e aprovados pelo gestor da clínica, Dr. Hugo Robertson.

Implantes e os Bifosfonatos

O paciente interessado em colocar implantes dentários, primeiramente passa por uma criteriosa avaliação do cirurgião implantodontista para assegurar que ele é um bom candidato a recebê-los.  Um dos critérios avaliados é o uso contínuo de medicamentos, principalmente os utilizados para tratamentos de doenças relacionadas com a perda mineral óssea, como a osteoporose e alguns tipos de câncer.

Alguns medicamentos utilizados para tratamento dessas doenças possuem substâncias da classe dos bifosfonatos, que têm a função de fortalecer a matriz óssea tornando-a mais resistentes à fraturas. Porém, a formação óssea em excesso na região da mandíbula e dos maxilares dificulta a nutrição do osso e a perfuração para colocação de implantes dentários nessas condições pode causar uma osteonecrose e a perda definitiva dos implantes, além de outras complicações.

Portanto, o uso contínuo destas substâncias é contra indicado nos meses anteriores e posteriores a cirurgia para colocação de implantes dentários.

É extremamente importante que o paciente seja sincero em declarar ao cirurgião implantodontista sobre qualquer medicamento que esteja tomando antes de se submeter à uma cirurgia odontológica.

O tratamento deve ser feito em integração com o médico que receitou o medicamento e ele deve avaliar possibilidade de suspendê-lo por um determinado tempo (pelo menos três meses antes e três meses após a cirurgia). O médico também devera solicitar exames laboratoriais para monitoramento das substâncias no organismo e exames de imagem para avaliar as atuais condições ósseas da mandíbula e maxilares.

Principais substâncias da classe dos Bifosfonatos que podem estar presentes em medicamentos e merecem atenção antes da cirurgia de implantes dentários:

Alendronato de sódio

Etidronato de sódio

Ibandronato de sódio

Pamidronato

Risedronato de sódio

Tiludronato de sódio

Ácido zoledrônico

Clodronato

Ácido Alendrônico

Postado por:

Implante Imediato

Essa é uma dúvida comum em pacientes que necessitam extrair um ou mais dentes em consequência de uma infecção ou outros acometimentos, e gostaria de substituí-los por implantes e próteses fixas em seguida.

De uma forma geral, os implantes dentários podem ser colocados no lugar de dentes extraídos por infecção, com doença periodontal pré-existente, cistos ou lesões, desde que não haja grande comprometimento da estrutura óssea e gengival. Essa técnica é chamada de implante imediato e tem baixa probabilidade de insucesso. A rapidez desse processo é uma forma de garantir conforto e autoestima ao paciente nessas situações, porque ele não precisa mais ficar sem dentes em nenhum momento.Executivo

As principais infecções e acometimentos que podem resultar em uma extração dentária são: cárie em estágio avançado, periodontite, fratura grave, e em alguns casos quando o canal está infeccionado, danificado ou morto.

Obviamente, o implante imediato pós-infecção exige cuidados extras na execução e manutenção, tanto do implantodontista, quanto do paciente. A seriedade do implantodontista se deve no controle total da doença que causou a extração, que vai desde a limpeza mecânica e química da área até a prescrição de antibióticos no pré e pós-operatório para prevenção de infecções.  Já com relação ao paciente, cabe-lhe tomar a medicação prescrita de forma correta, a cautela com o esforço mastigatório nos primeiros meses, o cuidado redobrado com a higienização oral adequada (no pré e pós-operatório e ao longo dos anos) e comparecimento às visitas regulares ao consultório odontológico para devidas manutenções

Quando há um comprometimento mais extenso da estrutura óssea e gengival (a preservação dessas estruturas são essenciais para receber e sustentar os implantes), é possível que o cirurgião prepare a área e aguarde que o organismo inicie uma regeneração óssea naturalmente e formar a estrutura ideal para colocação dos implantes, evitando assim a necessidade de reconstrução por enxertos ósseos. Esse processo pode levar de 3 a 6 meses, portanto, exige paciência. Em últimos casos, a recomendação pode ser a reconstrução da estrutura óssea com enxertos naturais ou sintéticos.

A técnica de implante imediato para substituição de dentes infeccionados exige predisposição e um pouco mais de paciência, mas tem tudo para ser um sucesso.

 

Postado por:

Implantes Dentários são melhores que dentes naturais?

Dentes naturais são sempre melhores que implantes dentários, desde que estejam saudáveis e cumprindo bem suas funções.

Mas existem alguns casos em que o dente natural com problema crônico, como a doença periodontal em estágio avançado, precise ser extraído porque já não cumpre sua função corretamente. Dentes com doença periodontal avançada podem ficar móveis, atrapalhando a mastigação, prejudicando o visual do sorriso e o hálito. Esse é exemplo de que o implante dentário é a melhor solução diante de um dente natural. Na inevitável necessidade de extração, o implante dentário tem a missão de substituir a raiz dentária, enquanto que a prótese substitui perfeitamente o dente em função e estética, devolvendo a tranquilidade para ao paciente para mastigar e sorrir.

Implantes

Implantes

Não é recomendado que se extraia um dente e deixe o espaço vazio. Essa recomendação é para evitar problemas futuros, já que ausência de dentes, mesmo que seja apenas de um elemento dentário, pode desencadear o desalinhamento dos dentes remanescentes ao longo dos anos.

O paciente que recebe implante dentário e prótese fixa pode relatar pequenas diferenças se comparando com dentes naturais, mas vale lembrar que esse conjunto ainda é a melhor recomendação para suprir ausência dos dentes.  Prótese móvel (dentadura) pode machucar se não for bem projetada para o paciente, que fica com dificuldade de adaptação e o pior, pode senti-la móvel durante a fala e a mastigação.

Postado por:

Carga imediata: Qual a diferença de um tratamento com implante dentário.

 

IMAGES_0007529_1Todas as pessoas que utilizam próteses removíveis, devido a perda de dentes e problemas em sua arcada dentária, têm o desejo de reconstituir seu sorriso e poder mostrá-lo sem medo. As técnicas utilizadas atualmente, carga imediata e carga tardia, são muito eficazes e atendem as necessidades dos pacientes.

Nos dois tratamentos são colocados cinco ou seis implantes que vão fixar a prótese dentária que vai estruturar os novos dentes, mas o que diferencia um do outro é o tempo, a duração do procedimento completo.

Na carga imediata, o paciente pode sair com seus novos dentes no mesmo dia em que os implantes foram feitos. Logo depois da colocação dos implantes a prótese final já pode ser fixada, dependendo do caso, ou alguns dias depois da cirurgia.

Na Fórmula Odonto realizamos preferencialmente uma prótese provisória, visto que a gengiva e o osso irão mudar de formato com o tempo. Sendo necessária a realização de ajustes no formato da prótese.

Já na carga tardia, com a colocação dos implantes o paciente precisa esperar de três a seis meses, para a mandíbula superior e inferior, respectivamente, para que a prótese seja colocada. Durante o período de osseointegração, a pessoa utiliza uma prótese provisória fixa ou removível.

Em todos os casos é preciso realizar uma avaliação detalhada para determinar qual técnica é mais eficaz e benéfica. O dentista especializado em implantodontia é o profissional mais indicado para realizar o procedimento e decidir como o tratamento será realizado.

Palavras-chave: carga imediata, carga tardia, dentes, sorriso, implante dentário, prótese fixa, prótese móvel, dentista, implantodontia, implante, osseointegração

Postado por:

Sua escova de dentes está limpa? Certeza?

Os cuidados com as escovas dentais, devem ser levados com muita seriedade diariamente pois, elas  podem acumular bactérias prejudiciais à saúde rapidamente.

Umidade, locais abafados e restos de alimento que ficam presos junto às cerdas das escovas, são os ambientes mais propícios que existem para a proliferação de fungos e bactérias. Não é difícil concluir, portanto, que as escovas são alvos frequentes de micro-organismos.

escova-dinossauro

O fato mais preocupante e talvez o mais alarmante é que algumas pessoas deixam as escovas em cima da pia ou aparador sem proteção alguma,  elas nem sempre ficam dentro do armário do banheiro ou de uma gaveta, por isso estão expostas às gotículas lançadas do vaso sanitário para o ar quando alguém dá a descarga sem fechar a tampa e acreditem o spray é comprovadamente alto e de longo alcance. Se a pessoa estiver com inflamações gengivais ou cortes na boca, pode até levar à um quadro infeccioso grave. Portanto, não nos esqueçamos de abaixar a tampa do vaso ao dar a descarga.

Nojento? Então não se esqueça de higienizar as cerdas e, trocar a escova com frequência maior que a recomendada, algo entre 3 e 4 semanas no máximo, pois com certeza os coliformes fecais, fungos, bactérias, etc., irão diretamente para a sua boca.

Higienização

A higienização da escova deve ser diária, o ideal é lavar as cerdas  com antisséptico bucal ou solução à base de clorexidina, produtos facilmente encontrados na farmácia, tirar o excesso e guardar em local protegido. Outro erro muito comum é o de secar a escova na toalha, que também costuma ser cheia de micro-organismos, nem com papel higiênico, que fica muito próximo do vaso sanitário. Após escovar os dentes, é bom guardar a escova no armário e o mais longe possível do vaso sanitário, lembrando sempre que é preciso dar a descarga com a tampa fechada.

Assista a este vídeo bem humorado:

 

Postado por:

Alimentos que são detergentes naturais para os Dentes

Os alimentos detergentes, ao mais desavisado, soa um pouco estranho, mas na realidade é esta a função destes alimentos que  ajudam na limpeza bucal e previnem problemas de saúde como gengivite, mau hálito e cáries. Ajudam mas não resolvem por si só. Agem como coadjuvantes no contexto da higienização da boca, pois nada pode ou consegue substituir o fio e a escova dental. Alguns dos Alimentos Detergentes e suas funções são:  maçã, cenoura, pepino, aipo, entre outros, sempre crus ou com casca, são os que têm maior ação de limpeza porque realizam uma espécie de raspagem dos dentes, o que impede o acúmulo de bactérias, que causam os odores indesejados e também auxiliam na remoção de gordura. Sentir os dentes um pouco ásperos ou com a sensação de que há algo grudado nos dentes,  evidencia a formação de placa bacteriana. Após o consumo desses alimentos, passando a língua por eles novamente, você os sentirá lisinhos. boca_maca Se você não está em casa, esqueceu seu kit de higiene bucal em casa, pode fazer uso destes alimentos para higienizar os dentes, não esquecendo de se empenhar quando chegar em casa, pois as frutas contém açúcar e são o combustível para as bactérias fermentarem e liberarem ácidos que corroem o esmalte. Conseguiremos minimizar isto realizando um vigoroso bochecho com água, filtrada é claro! O próprio ato de mastigar esses alimentos facilita na remoção de resíduos e bactérias que são gerados durante a alimentação, além disso, as fibras desses alimentos são importantes porque aumentam a produção de saliva e aumentam o ph da boca, diminuindo a acidez e evitando que haja o crescimento de bactérias que causam problemas bucais. Assista ao vídeo:

  Você também poderá se interessar por:
Ratinho do Castelo Rá Tim Bum

Ratinho do Castelo Rá Tim Bum

Postado por:

O adorável Ratinho do Castelo Rá-Tim-Bum

Navegando pela internet esta noite vi a figura familiar deste ratinho. Segundos depois veio à memória o seriado do Castelo Rá Tim Bum, que eu e minhas filhas assistíamos diariamente.

Aprendendo a escovar os dentes com o Ratinho do “Castelo Rá-Tim-Bum” era acompanhado pelo fio dental, escova de dente e até mesmo pelos restos de sujeira.

 

  Ratinho do Castelo Rá Tim Bum

Ratinho do Castelo Rá Tim Bum

O  programa “Castelo Rá-Tim-Bum” encantava, divertia e educava toda a crianças e com certeza marcou a memória dos pais e principalmente encantou muitas crianças daquela época, com seus personagens, bonecos e animações fantásticas. Sempre criativo, com cunho lúdico e educacional, primando por suas ideias simples, traduzidas em cenários magníficos, que te transportavam para um mundo imaginário, sem contar na interpretação de Cássio Scapin e Marcelo Tas, dentre outros tão excepcionais quanto. Apesar da curta duração, o programa ganhou diversos prêmios por seu caráter educativo e é reprisado em emissoras pela América Latina até hoje.

Um destes personagens adoráveis era o Ratinho de massinha, que corria para sua toca, ensinava à todos as noções básicas de cuidado e asseio pessoal. Acompanhado de um ótimo“rock and roll” o Ratinho mostra como fazer a correta higiene bucal, tudo de forma bem divertida! Este adorável personagem também aparecia em outro quadro, desta vez tomando banho e demonstrando a importância do asseio pessoal. O autor teve a brilhante ideia de colocar um ratinho, que normalmente está associado à sujeira, como um instrutor de higiene e limpeza, foi muito inteligente. O fim deste programa deixou um enorme vazio na TV, em especial à grade programação infantil e hoje ganha a reverência de nosso blog, por toda importância que ele teve para toda aquela geração.

Mostre aos seus filhos como escovar os dentes pode ser divertido, as minhas já sabem, pois já assistiram, rs.

Postado por:

Você Higieniza Sua Língua Corretamente?

Você higieniza sua língua? A higienização da língua é a nova campanha da Fórmula Odonto. A maioria das causas do mau hálito encontra-se na boca em cerca de 90% dos casos. Muitas vezes, a halitose está relacionada à placa lingual, que tem ligação com higienização  da língua e o fluxo salivar. A placa lingual é uma massa, uma película sobre a língua, formada de bactérias, restos de alimento, saliva e células de descamação da cavidade bucal.

A explicação é que a placa lingual leva à fermentação dos alimentos, liberando gases à base de enxofre, por exemplo, e ocasionando o mau cheiro. Geralmente, as pessoas limpam os dentes e a gengiva, mas esquecem de limpar a língua.

Limpar a língua é tão importante quanto usar a escova e o fio dental. Uma língua limpa vai manter a boca mais livre de bactérias por mais tempo. A língua é como um carpete, junta muita sujeira.

Daí a importância de se acrescentar um item pouco conhecido ao kit de higiene bucal, o limpador de língua. O instrumento serve para alcançar a base da língua que a escova não consegue porque causa ânsia de vômito. Ao lado da má higiene, a placa lingual pode acontecer também quando a produção salivar está insuficiente ou comprometida.

60390_432146910204005_1440883097_n

               Raspador Lingual

Raspador Lingual

O baixo fluxo salivar tem relação com a alimentação incorreta, com o excesso de alimentos industrializados, dos tipos mais “moles”, em que as pessoas não mastigam e não estimulam a glândula salivar. Sempre deve ser observada a importância da ingestão de água, sendo o ideal de 2 a 3 litros por dia.

Assista ao vídeo explicativo:

Desta forma realizar a limpeza completa dos dentes e da boca diariamente é a melhor maneira de manter um hálito agradável e com frescor. Por este motivo devemos nos acostumar a limpar a língua todos os dias.

 

Você também poderá se interessar  por:


Endocardite Bacteriana

Endocardite Bacteriana

 

 

 

Postado por:

Endocardite Bacteriana - Formas de Contaminação

Contaminação da endocardite.

Contaminação.

A endocardite bacteriana é uma inflamação nas válvulas cardíacas. Ela é causada, na grande maioria das vezes, pelo acúmulo de bactérias no endocárdio, tecido que envolve internamente o coração. As bactérias responsáveis por este quadro geralmente são os estreptococos viridans e os estafilococos aureus, encontrados em grande quantidade na cavidade oral. Os sintomas da endocardite bacteriana podem ser: Febre diária e persistente, associado ou não ao sopro cardíaco.

A endocardite bacteriana mata e pode surgir de uma simples dor de dente. Seguindo dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), a doença é responsável por uma alta morbidade e por significativas taxas de mortalidade. Em torno de 20% dos doentes não sobrevivem. Porém, quando a endocardite bacteriana tem foco dentário ela chega a ser responsável por cerca de 10% dos casos de morte, de vítimas de doenças no coração, em todo o mundo.

Para quem ainda não conhece, a endocardite é o nome dado às afecções, infecciosas ou não, do endocárdio, camada interna do coração da qual fazem parte as válvulas cardíacas. O comprometimento da saúde bucal está diretamente associado à endocardite infecciosa. A doença afeta o coração com rapidez e pode comprometer as funções vitais, exigindo uma internação prolongada.

A boca é a maior cavidade do corpo em contato com o mundo exterior. Porta de entrada do tubo digestivo e auxiliar da respiração. Por suas características e funções, a boca é um ninho de bactérias.

As implicações da gengivite e da periodontite seguem basicamente o seguinte caminho: inflamados, os tecidos se tornam irritáveis e sangram durante a mastigação, pela ação da escova de dentes ou do fio dental. Essa hemorragia, por sua vez, possibilita que os micróbios que desencadearam o processo entrem na corrente sanguínea e cheguem a outras partes do organismo. É relativamente fácil que isso aconteça porque a gengiva e o periodonto têm irrigação sanguínea abundante. Por este motivo, a endocardite bacteriana está mais presentes em vítimas de doença periodontal.

Postado por:

Ortodontia Lingual. Você já conhece?

A Ortodontia Lingual, encontrada na Fórmula Odonto, é a modalidade de tratamento ortodôntico que veio para contribuir com seu sorriso.  Dentes alinhados e saudáveis são parte integrante de uma perfeita estética facial, que faz toda a diferença e eleva a autoestima de quem busca um sorriso perfeito.

Nesta técnica os acessórios utilizados, ou seja, os braquetes permanecem invisíveis e ninguém poderá notá-los. Isso porque, trata-se de uma técnica de tratamento ortodôntico que proporciona total discrição e estética perfeita, pois o aparelho permanece oculto, com os braquetes por trás dos dentes, longe do campo de visão das pessoas, contribuindo para a valorização e beleza que todo sorriso tem. Na Fórmula Odonto a Ortodontia Lingual é de comprovada eficiência, rapidez e excelentes resultados.

Veja um exemplo de tratamento utilizando a Ortodontia Lingual no vídeo abaixo:

Assim, o seu sorriso é que merece destaque e evidência, e não o aparelho ortodôntico. Além disso, excelentes resultados são atingidos rapidamente, sempre tendo como meta a obtenção de um sorriso perfeito e a satisfação dos nossos pacientes.

ortodontia-invisivel

 

Existem inúmeras vantagens na escolha do aparelho lingual, tais como conforto, adaptação, tempo de tratamento reduzido, menos extrações, menos dor e principalmente menos visitas mensais ao consultório.

Imagens Ilustrativas

Imagens Ilustrativas

Atualmente quase todos os casos podem ser tratados com aparelho ortodôntico lingual, por esta razão, o aparelho lingual é o preferido por esportistas, artistas, misses e celebridades em geral, porém sempre será necessária uma avaliação criteriosa do ortodontista sobre a indicação de uso.

 

Postado por:
  • Na Fórmula Odonto, você encontra profissionais que praticam a nova odontologia e que buscam mantê-los o mais distante possível dos eternos tratamentos curativos que, muitas vezes, são incômodos e caros.

    by

Odontologia Estética

Odontologia EstéticaOdontologia Estética

Trata dos aspectos estéticos do tratamento dentário, envolvendo as restaurações estéticas, clareamento, facetas de porcelana, lentes de contato dentais entre outros procedimentos.

Implantes

ImplantesImplantes

Um implante dentário consiste na substituição de uma raiz natural perdida por uma raiz artificial em titânio, e posterior inserção das coroas unitárias ou próteses.

Clareamento dental

Clareamento dentalClareamento dental

O mais avançado Clareamento dental. O clareamento está indicado para pessoas que tenham os dentes amarelados e queiram melhorar sua aparência.

Ortodontia

OrtodontiaOrtodontia

Essa especialidade odontológica se preocupa com o estudo e tratamento da mordida inadequada, que pode provocar irregularidades nos dentes, dores articulares e de cabeça.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram