Agendamentos:

(11) 95637-4311


Endereços a sua escolha:

✔ Av. Santo Amaro, 4644 cj 206
Brooklin - SP

Higiene bucal com aparelho ortodônticos.

A higiene bucal com aparelhos ortodônticos está entre as maiores preocupações no departamento de ortodontia da Fórmula Odonto. A instalação de tal aparelho e a colocação dos bráquetes, bandas, fios e demais acessórios fazem com que aumentem as áreas que retêm os alimentos, provocando maior acúmulo de placa bacteriana.

fio dental

O que é a placa bacteriana?

É uma película de cor branca, cinzenta ou amarelada que adere ao dente, em volta dos braquetes, e é constituída de restos de alimentos, microorganismos e células descamadas. A falta de higiene bucal faz com que ela se torne espessa e de difícil remoção. Após sua calcificação é denominada de tártaro, que só poderá ser removida pelo profissional, com raspadores e ultrassom.

A alimentação pode interferir na higiene e no andamento do tratamento ortodôntico?

Sim. Deve-se evitar a ingestão de alimentos açucarados e pegajosos, que além de prejudicarem o tratamento podem causar a cárie. Alimentos duros como pipoca, amendoim, maçã devem ser evitados ou cortados, pois o impacto da mordida pode danificar o aparelho fixo.

O aparelho ortodôntico fixo mancha os dentes?

Não. O que pode acontecer é o acúmulo de placa bacteriana ao redor dos bráquetes devido à falta de higiene. Esta placa pode causar uma deterioração da superfície do esmalte, provocando manchas brancas ou marrons e posteriormente cárie.

Região apresentando tártaro e cárie ao redor de onde ficava o bráquete.

Região apresentando tártaro e cárie ao redor de onde ficava o bráquete.

Qual a escova dental recomendada para pessoas que usam aparelhos ortodônticos?

A escova apropriada deve possuir cerdas arredondadas e macias, existem escovas próprias para a higiene do aparelho fixo, com pequenos tufos, com cerdas recortadas em forma de v para facilitar a limpeza dos bráquetes e a com duas fileiras de cerdas. A vida útil das escovas para quem usa esse tipo de aparelho é menor, devendo ser substituída sempre que necessário.

 

Qual o creme dental recomendado?

Os cremes dentais contêm flúor em condições de inibir o desenvolvimento da cárie e tornar as camadas superficiais do esmalte mais resistentes.

Como escovar de forma correta os dentes de quem usa aparelho?

A duração da escovação é importante. A escovação horizontal (vai e vem) deve ser evitada, pois machuca a gengiva e provoca erosão nos dentes. Movimentos com a escova no sentido da gengiva para os dentes, como se estivesse varrendo, ajudam a remover a placa bacteriana e massagear a gengiva e mantê-la saudável.

Além da escovação, o que fazer para completar a higiene nestes casos?

O uso do fio dental é muito importante, para ajudar neste processo, pode-se usar o passa fio (uma agulhinha de plástico) que ajuda a passar o fio entre os dentes. Fazer bochechos com soluções fluoretadas uma vez ao dia ajuda a proteger o esmalte dos dentes e evita o acúmulo de placa bacteriana.

Higiene aparelho fixo

Listamos  09 dicas de limpeza para quem usa aparelhos ortodônticos, conforme segue abaixo:

Dica nº 1: Utilize uma escova dental ortodôntica e troque-a de 3 em 3 meses ou quando as cerdas estiverem saindo do padrão;

Dica nº2: Use fio dental com o auxílio de um passa fio ou o fio dental Oral B – Super Floss, que já possui uma das suas extremidades rígida e assim sendo, pode ser usado diretamente sobre a superfície dos dentes;

Dica nº3: Utilize a escova interdental para remover a placa bacteriana entre os dentes e os braquetes do aparelho ortodôntico;

Dica nº 4: Remova os elásticos intermaxilares para iniciar a escovação e passar o fio dental;

Dica nº 5: Posicione a escova em um ângulo de 45 º e durante a escovação, aproxime bem as cerdas das gengivas, massagenado-as com suavidade;

Dica nº 6: Repita estes procedimentos nas duas arcadas: superior e inferior;

Dica nº 7: Lembre-se da importância de escovar a parte posterior dos dentes superiores e inferiores (local de maior concentração da placa bacteriana);

Dica nº 8: Escove a parte superior da língua com cuidado;

Dica nº9: Use um enxaguatório (sem álcool) e recoloque os elásticos;

 

 

Postado por:

Carga Imediata

A carga imediata em implantes dentários é um grande avanço dentro da odontologia, porque permite, em alguns casos, que o paciente chegue ao consultório sem dentes e saia com o sorriso completo.

 Esta técnica consiste em colocação de implantes dentários e coroa de forma rápida, tanto em paciente com perda dentária múltipla ou unitária. Pode se considerar que qualquer paciente em boas condições de saúde e com espessura e altura óssea suficiente para fixação primária dos implantes, é um bom candidato a se beneficiar com esta técnica.
Implante-sem-cote-Casal-300x224
No entanto, na maioria dos casos, o paciente tem alguma restrição que o impede de receber a carga imediata. O principal motivo é a possível má qualidade óssea do maxilar ou mandíbula que inviabilizaria a fixação primária dos implantes. Essa condição pode estar presente em pessoas que há muito tempo estão sem dentes e consequentemente com reabsorção óssea avançada, usuários de dentaduras, fumantes, portadores de osteoporose, diabetes e bruxismo. Essa condição pode ser confirmada através de um exame de imagem, como a tomografia computadorizada. Outra condição que se deve observar antes de se submeter aos implantes dentários com carga imediata é a localização onde ele vai ser colocado. Em áreas onde o esforço mastigatório é maior, a indicação da carga imediata é feita com mais cautela.
Nesses casos, normalmente a indicação é a fixação primária dos implantes dentários e a colocação imediata de prótese provisória sobre eles. O paciente recebe orientações do cirurgião em relação à alguns cuidados que devem ser tomados nos primeiros meses após a cirurgia, até a completa cicatrização do osso e gengiva. Essas orientações são, basicamente, cuidados com esforço mastigatório e higiene oral adequada para evitar a perda dos implantes. Esse processo deve durar em média de 3 a 6 meses. Ao final desse período, o paciente retorna ao consultório para substituição da prótese provisória pela prótese definitiva, ou seja, essa substituição só ocorre quando osso e gengiva já estão completamente cicatrizados.
Quase sempre é possível afirmar que a colocação de implantes dentários com carga imediata, quando feito com planejamento, critério e com os cuidados no pós-operatório, têm tudo para ser um sucesso. É preciso também que haja sintonia entre paciente e o implantodontista. Se ele for um profissional sério e concluir através de exames que você não é um candidato a receber carga imediata, seja paciente. O processo de implantes dentários sem a técnica de carga imediata pode ser um pouco mais demorado, mas os resultados serão plenamente satisfatórios.

 
 

Postado por:

Prótese fixa ou Implante?

Na Fórmula Odonto existem profissionais qualificados para indicar qual a melhor opção: prótese fixa ou implante.

Quando chega a hora de procurar por ‘substitutos’ dos dentes, pode haver dúvidas entre qual opção escolher. Existem as próteses fixas, próteses móveis e os implantes. Cada caso pede uma técnica diferente, já que a saúde geral e da boca precisam ser levadas em consideração para seguir com o tratamento ideal.

As próteses fixas são recomendadas para quem perdeu um ou mais dentes, mas ainda restam alguns na boca. Isso porque o molde precisa de outros dentes para servir de pilar e ser fixado. No caso da prótese total, a famosa dentadura substitui toda a arcada perdida. Já o implante, pode substituir um dente ou um conjunto de implantes podem substituir a arcada inteira. A técnica consiste em colocar um pino dentro do osso e, em cima dele, colocar o dente artificial.

Imagem Fixa

Apesar de o número de implantes aumentar a cada ano, muitos pacientes ainda preferem a dentadura. Existe um aspecto cultural, uma geração que tem medo de dentista evita técnicas mais invasivas como o implante.

Depositphotos_12117427_m (1)

Em cerca de 87% dos casos não há relato de dor no procedimento de implante, que ainda é controlado com antibiótico e anti-inflamatório. As contraindicações são para pacientes com alterações metabólicas não compensadas, como a diabetes, alterações sanguíneas e doenças periodontais. Mas cada caso precisa ser avaliado pelo especialista.

Durabilidade 
Os implantes saem na frente quando o quesito é durabilidade. Com higiene bucal adequada, já houve implantes que duraram 24 anos, contra cinco da dentadura. ”A durabilidade dos implantes dentários podem variar, mas em geral, o tratamento tem uma taxa de sucesso de até 98%.

Custo 
Os implantes tem valor diferenciado em relação às próteses totais pelo maior número de procedimentos envolvidos.

Manutenção 
Tanto com próteses quanto com implantes, pacientes de alto risco, que perderam todos os dentes, devem ir ao dentista de três em três meses. De acordo com o grau de comprometimento e higiene, pode passar para seis em seis meses.

Vantagens e desvantagens

Prótese total (dentadura) 
Vantagens : é removível, então a limpeza ocorre fora da boca. O custo também é menor.
Desvantagens : é removível, o que pode prejudicar a segurança social e conferir menor potência mastigatória. Como o osso não é estimulado pelos dentes, há a reabsorção da estrutura óssea. Por conta disso, em alguns casos a pessoa pode ter dor.

Prótese fixa 
Vantagens : como é fixa, dá mais confiança para quem a usa e é mais barata que o implante.
Desvantagens : o profissional precisa desgastar outros dentes para que sirvam de pilar. Este é um custo biológico muito elevado, pois mexe com a estrutura de um dente saudável.

Implante 
Vantagens : estabilidade muito maior, potência mastigatória muito mais significativa, a pessoa se alimenta melhor e tem mais segurança social.
Desvantagens : como o procedimento exige profissional especializado envolve custo maior.

 

Postado por:

Saúde Bucal em pacientes Gastroplastizados.

 

Saúde Bucal Em Pacientes Gastroplastizados ( Cirurgia Bariátrica ).

Saúde Bucal Em Pacientes Gastroplastizados

 

Saúde Bucal em pacientes Gastroplastizados, ou cirurgia bariátrica, é uma das opções de tratamento da obesidade e o número de cirurgias realizadas no Brasil aumentou consideravelmente, não sendo raro o atendimento de um paciente gastroplastizado na Fórmula Odonto.

Mas você sabe que tipo de alterações bucais esses pacientes podem apresentar e como deve orientar o tratamento dentário deles?
Ocorrem mudanças significativas e as dúvidas em relação à saúde da boca são mais frequentes do que imaginamos nessa população.
É muito importante, desde o início do acompanhamento pré-operatório do paciente, a avaliação clínica, adequação de meio e orientações de higiene bucal nos pacientes que serão submetidos ao procedimento de redução de estômago. Mais importante ainda é quando a equipe médica trabalha em conjunto com o Dentista e o Nutricionista, áreas diretamente relacionadas com a ingestão de alimentos.
Saúde Bucal em pacientes Gastroplastizados, ou cirurgia bariátrica, é uma das opções de tratamento da obesidade e o número de cirurgias realizadas no Brasil aumentou consideravelmente, não sendo raro o atendimento de um paciente gastroplastizado na Fórmula Odonto.Após a cirurgia é muito comum o relato de aspereza nos dentes e de secura na boca, bem como áreas irritadas e descamadas de tecido mole. Tudo isso acontece em virtude da diminuição da ingestão de líquidos nos primeiros meses pós-bariátrica, até que o paciente se acostume com a nova quantidade e qualidade da alimentação.
A ingestão de água é muito importante para a manutenção da fluidez da saliva. Quando o paciente ingere menos água, a saliva fica mais pastosa e não consegue “lavar” o meio bucal adequadamente. Essa condição transitória de diminuição do fluxo salivar favorece a irritação da mucosa bucal, que se manifesta como áreas avermelhadas, descamadas e doloridas, seja na gengiva, língua ou mucosa da bochecha. Com a menor produção de saliva, também ocorrem mudanças na capacidade de neutralização dos ácidos produzidos pelas bactérias cariogênicas e maior possibilidade de acúmulo de placa bacteriana e desmineralização da superfície do esmalte.
O acúmulo de placa também está diretamente relacionado com a dieta: no primeiro mês a dieta é menos consistente, o que diminui o atrito do alimento e a remoção mecânica grosseira da placa bacteriana que se acumula na superfície dental. Até que os alimentos sejam reintroduzidos e a consistência da alimentação deixe de ser líquida e/ou pastosa, o paciente vai relatar que os dentes estão ásperos.
Qual o papel do Dentista na nova realidade do gastroplastizado?
- Adequar o meio bucal por meio de raspagens e polimento dental;
- Identificar e tratar lesões de cárie;
- Orientação de higiene: técnicas de escovação, aplicação tópica de flúor e prescrição de enxaguatório bucal sem álcool e utilização do fio dental;
- Esclarecer o paciente sobre as alterações bucais decorrentes da mudança alimentar do paciente: boca seca, gengiva irritada, áreas descamadas, etc;
- Orientar o paciente quanto à ingestão de líquidos e a relação da hidratação com a qualidade da saliva;
- Exame de tecidos moles para verificar lesões pré-existentes;
- Acompanhamento radiográfico das superfícies interproximais, em especial de molares e pré-molares após a realização do procedimento cirúrgico;
- Acompanhamento clínico do paciente após a cirurgia, com revisões periódicas, em especial durante o período de mudança de dieta (líquida, pastosa, branda) até que ela se normalize;
Como sempre falamos, o paciente precisa ser visto como um todo e é muito importante o contato do Dentista com a equipe médica para dar o devido suporte ao paciente.

 

Postado por:

Sulco Pigmentado, é cárie?

Sulco pigmentado é um dos acometimentos tratados pela Fórmula Odonto.

Sulco pigmentado

Uma das maiores dificuldades enfrentadas pelo clínico é o diagnóstico de lesões iniciais de cárie, principalmente em virtude da anatomia oclusal dos dentes posteriores. Nem toda mancha no dente é cárie e, por isso, nem todas as pigmentações necessitam de procedimentos restauradores.

A prevalência desses “manchamentos” varia de acordo com a anatomia do dente e da superfície dental envolvida. Por exemplo: é mais fácil uma pigmentação na superfície oclusal de um terceiro molar do que na face vestibular do canino.

A pigmentação dos sulcos oclusais pode ou não ser indicativo de desmineralização de esmalte. Ou seja, : se é ou não uma cárie.Mas como o profissional deve proceder?

Existem meios específicos para o diagnóstico de lesões cariosas, sendo a inspeção visual e o Rx das superfícies interproximais os mais utilizados.

Sulco pigmentadoRX

O Dentista deve, nessa situação, estar atento à qualidade de escovação, prevalência de lesões de cárie ativa no paciente, quantidades de dentes restaurados e o motivo das perdas dentais, caso existam.

Por exemplo: Após exame clínico de um paciente que apresenta uma boa higiene oral, poucas restaurações nos elementos dentais, sem atividade de lesões de cárie, é mais prudente o acompanhamento dos dentes que apresentam pigmentação nos sulcos oclusais. Avaliação de exames radiográficos e revisões regulares, com procedimentos de profilaxia profissional, sondagem e aplicação tópica de flúor são procedimentos que caracterizam um tratamento conservador da superfície dental.

Caso o paciente apresente muitas restaurações, higiene deficiente e áreas de opacidade no esmalte dental próximas ao manchamento, realizamos intervenção minimamente invasiva no elemento dental, com abertura da cavidade com brocas ultraconservadoras e selamento com resinas fluidas ou selantes que liberam flúor, como o Ionômero de Vidro, por exemplo. Há que se motivar o paciente em relação à melhora da qualidade de higiene oral, acompanhamento radiográfico e consultas regulares para proservação.

Devemos estar atentos, também, ao padrão oclusal. Elementos em infra-oclusão tem o acúmulo de placa facilitado em virtude da falta de contato com o dente antagonista. Nesses casos, as intervenções minimamente invasivas são indicadas, em especial na dentição decídua e na fase de erupção dos primeiros molares permanentes.

O que devemos fazer é orientar o paciente em relação à pigmentação dental e sobre as possibilidades de tratamento.

O trabalho do clínico no diagnóstico das lesões e, principalmente, na orientação de higiene oral do paciente, é o principal meio de prevenção e melhoria da saúde bucal do paciente.

Sulco pigmentadoTrat

Postado por:

Ortodontia Lingual. Veja o vídeo e tire suas dúvidas através de 11 perguntas respondidas.

Uma considerável parte dos pacientes adultos não se submete ao tratamento ortodôntico por não se sentirem a vontade com os aparelhos fixos convencionais.

A principal queixa, está relacionada com o alinhamento dos dentes e, até então, era muito difícil o convencimento para o uso de aparelhos onde o maior problema seria o da estética. ” Não quero ficar parecendo um adolescente” a maioria relatava como impossibilidade de utilizar aquele aparelho.

Com o desenvolvimento, aperfeiçoamento, refinamento da técnica e dos materiais envolvidos, a ortodontia lingual posiciona-se de forma definitiva e em lugar de destaque na preferência de adultos e cada vez mais em adolescentes, para correções ortodônticas.

O tempo final de tratamento não difere se comparado ao da técnica bucal ou convencional, por se tratar também de um aparelho que se utiliza da técnica autoligado. A grande melhoria no desenho destes bráquetes está em seu reduzido perfil, proporcionando um melhor conforto ao paciente e uma maior facilidade na higienização, pois os alimentos acumulam muito menos devido a este reduzido perfil.

O desenvolvimento da técnica nos proporciona hoje, tratar de casos mais complexos, que  há alguns anos não se pensaria em utilizá-las. As visitas ou consultas também são reduzidas da mesma forma do aparelho autoligado bucal, que na maioria dos casos são mensais.

Denominados de aparelhos invisíveis ou estéticos, estes aparelhos são colados na face lingual dos dentes, ficando imperceptíveis.

Nos últimos 2 anos a procura aumentou exponencialmente. Atualmente em nossa clínica do Brooklin e Jardins, a cada 10 novas avaliações, 9 são para ortodontia lingual.  Agendamentos (11)3435-4340.

 

Dúvidas frequentes respondidas através de nosso Blog.

1. Com o aparelho lingual é possível atingir os mesmos resultados de um aparelho ortodôntico convencional?

Com certeza, sendo que o aparelho lingual também contribui com a estética durante o tratamento.

2. O aparelho lingual machuca muito a língua, pelo menos no começo?

Uns anos atrás sempre avisamos os pacientes que levaria mais ou menos um mês para acostumar. Porém, hoje em dia, os bráquetes mais recentes são bem menores e normalmente a maioria das pessoas precisam somente de quatro a seis dias.

3. O aparelho lingual prejudica a fala?

Mesmo que os bráquetes novos precisam um período curto para a língua adaptar, não chega ao ponto de prejudicar a fala, mesmos nos primeiros dias após colocar.

4. O aparelho lingual complica a higienização?

Não! A cada consulta o dentista avalia sua higienização e orienta a melhor forma pra escovar os dentes.

5. Há alguma restrição de idade para o uso do aparelho lingual?

Nenhuma. Qualquer pessoa poderá usar o aparelho lingual. Porém, a técnica é mais procurada por adultos e jovens que querem evitar o uso de um aparelho ortodôntico visível.

6. Quais os tipos de aparelho que existem para adultos?

O aparelho para adultos tem que ser fixo. Este aparelho fixo que se coloca na face externa dos dentes se diferencia um do outro pelo material de fabricação, que pode ser de metal ou de material transparente. O aparelho ortodôntico lingual fixado na face interna dos dente, é o mais procurado por adultos, pois evita o uso do aparelho visível e não prejudica a estética do sorriso. Os aparelho removíveis não são muito indicados, pois funcionam melhor durante fases de crescimento.

7. O que impede adultos de usarem aparelho?

Não existe impedimento no uso de aparelho por causa da idade. A limitação está na saúde geral das estruturas que seguram os dentes. Estes são problemas periodontais e podem acontecer em qualquer idade, inclusive em crianças. A diferença maior entre adultos e pessoas mais jovens é o tempo necessário para movimentar os dentes. Em um adulto a reação biológica é mais lenta e assim leva um pouco mais de tempo para mover os dentes através do osso, que por sua vez, pode aumentar ligeiramente o tempo de tratamento.

8. Por que usar aparelho ortodôntico?

Para melhorar a estética e a função dos dentes e, para conseguir estes objetivos, é necessário utilizar o aparelho ortodôntico. O aparelho aplica forças sobre os dentes e, através delas, faz com que eles se movam para a posição correta.

9. O aparelho pode melhora a saúde?

Com certeza. O aparelho ortodôntico poderá melhorar as funções de mastigação, deglutição e a fala, sem contar com aspecto estético, que tem importância psicológica. O tratamento ortodôntico é capaz de melhorar as funções acima e, consequentemente, a saúde.

10. Porque tem que haver visitas mensais?

Em cada visitas as forças sobre os dentes são renovadas. São necessários 30 dias para que estas forças façam com que as células causem uma reabsorção óssea que permita uma reposicionamento dos dentes.

11. Qual o tempo de duração de um tratamento ortodôntico?

Cada caso tem suas particularidades, podendo levar poucos meses ou até casos mais complexos que podem durar 2 anos ou mais. Na verdade, o tempo de tratamento está relacionado a fatores muito diversos como colaboração do paciente, reações a movimentação dentária, condições de saúde de gengiva, entre outros. Alguns casos são muito simples e mais rápidos e outros exigem grandes movimentações dentárias ou acompanhamento do desenvolvimento dos ossos da face durante alguns anos e determinam um tempo maior de tratamento. A média, para tratamento com aparelhos fixos, é de 22 a 26 meses de tratamento.

Braquete Lingual

Braquete Lingual

Invisível

Invisível


Assista o vídeo explicativo:  


 

Postado por:

Implantes Imediatos.

Implantes imediatos na Fórmula Odonto.

O preparo para tais ocorrências é de suma importância para o bem estar do paciente, assim como um bom prognóstico de um resultado satisfatório. A curto e longo prazo.

Implantes imediatos na Fórmula Odonto.

Emergências por trauma, ou complicações de tratamentos odontológicos em áreas estéticas, sempre foram motivo de preocupação para dentistas e pacientes acometidos por tais problemas.

O preparo para tais ocorrências é de suma importância para o bem estar do paciente, assim como um bom prognóstico de um resultado satisfatório. A curto e longo prazo.

O uso de carga imediata em implantes unitários, quando bem indicado e planejado, apresenta resultados satisfatórios, pois ao se preservar o suporte ósseo vestibular e a arquitetura dos tecidos gengivais, há uma emergência mais natural da prótese e de seus tecidos peri-implantares17. A instalação imediata pode favorecer a confecção e o resultado estético final da prótese suportada por implantes, uma vez que o implante está na mesma posição e com inclinação semelhante à do dente natural.

A instalação imediata do implante apresenta vantagens, como redução do número de procedimentos cirúrgicos e do tempo de tratamento, orientação ideal do implante, preservação óssea na área de extração, ótima estética dos tecidos moles, manutenção do contorno gengival, preservação do osso, correção de defeitos ósseos ou gengivais, presentes ou causados, proporcionando a imediata recuperação da aparência do paciente.

 

Postado por:

Implantes e os Bifosfonatos

O paciente interessado em colocar implantes dentários, primeiramente passa por uma criteriosa avaliação do cirurgião implantodontista para assegurar que ele é um bom candidato a recebê-los.  Um dos critérios avaliados é o uso contínuo de medicamentos, principalmente os utilizados para tratamentos de doenças relacionadas com a perda mineral óssea, como a osteoporose e alguns tipos de câncer.

Alguns medicamentos utilizados para tratamento dessas doenças possuem substâncias da classe dos bifosfonatos, que têm a função de fortalecer a matriz óssea tornando-a mais resistentes à fraturas. Porém, a formação óssea em excesso na região da mandíbula e dos maxilares dificulta a nutrição do osso e a perfuração para colocação de implantes dentários nessas condições pode causar uma osteonecrose e a perda definitiva dos implantes, além de outras complicações.

Portanto, o uso contínuo destas substâncias é contra indicado nos meses anteriores e posteriores a cirurgia para colocação de implantes dentários.

É extremamente importante que o paciente seja sincero em declarar ao cirurgião implantodontista sobre qualquer medicamento que esteja tomando antes de se submeter à uma cirurgia odontológica.

O tratamento deve ser feito em integração com o médico que receitou o medicamento e ele deve avaliar possibilidade de suspendê-lo por um determinado tempo (pelo menos três meses antes e três meses após a cirurgia). O médico também devera solicitar exames laboratoriais para monitoramento das substâncias no organismo e exames de imagem para avaliar as atuais condições ósseas da mandíbula e maxilares.

Principais substâncias da classe dos Bifosfonatos que podem estar presentes em medicamentos e merecem atenção antes da cirurgia de implantes dentários:

Alendronato de sódio

Etidronato de sódio

Ibandronato de sódio

Pamidronato

Risedronato de sódio

Tiludronato de sódio

Ácido zoledrônico

Clodronato

Ácido Alendrônico

Postado por:

Implante Imediato

Essa é uma dúvida comum em pacientes que necessitam extrair um ou mais dentes em consequência de uma infecção ou outros acometimentos, e gostaria de substituí-los por implantes e próteses fixas em seguida.

De uma forma geral, os implantes dentários podem ser colocados no lugar de dentes extraídos por infecção, com doença periodontal pré-existente, cistos ou lesões, desde que não haja grande comprometimento da estrutura óssea e gengival. Essa técnica é chamada de implante imediato e tem baixa probabilidade de insucesso. A rapidez desse processo é uma forma de garantir conforto e autoestima ao paciente nessas situações, porque ele não precisa mais ficar sem dentes em nenhum momento.Executivo

As principais infecções e acometimentos que podem resultar em uma extração dentária são: cárie em estágio avançado, periodontite, fratura grave, e em alguns casos quando o canal está infeccionado, danificado ou morto.

Obviamente, o implante imediato pós-infecção exige cuidados extras na execução e manutenção, tanto do implantodontista, quanto do paciente. A seriedade do implantodontista se deve no controle total da doença que causou a extração, que vai desde a limpeza mecânica e química da área até a prescrição de antibióticos no pré e pós-operatório para prevenção de infecções.  Já com relação ao paciente, cabe-lhe tomar a medicação prescrita de forma correta, a cautela com o esforço mastigatório nos primeiros meses, o cuidado redobrado com a higienização oral adequada (no pré e pós-operatório e ao longo dos anos) e comparecimento às visitas regulares ao consultório odontológico para devidas manutenções

Quando há um comprometimento mais extenso da estrutura óssea e gengival (a preservação dessas estruturas são essenciais para receber e sustentar os implantes), é possível que o cirurgião prepare a área e aguarde que o organismo inicie uma regeneração óssea naturalmente e formar a estrutura ideal para colocação dos implantes, evitando assim a necessidade de reconstrução por enxertos ósseos. Esse processo pode levar de 3 a 6 meses, portanto, exige paciência. Em últimos casos, a recomendação pode ser a reconstrução da estrutura óssea com enxertos naturais ou sintéticos.

A técnica de implante imediato para substituição de dentes infeccionados exige predisposição e um pouco mais de paciência, mas tem tudo para ser um sucesso.

 

Postado por:

Implantes Dentários são melhores que dentes naturais?

Dentes naturais são sempre melhores que implantes dentários, desde que estejam saudáveis e cumprindo bem suas funções.

Mas existem alguns casos em que o dente natural com problema crônico, como a doença periodontal em estágio avançado, precise ser extraído porque já não cumpre sua função corretamente. Dentes com doença periodontal avançada podem ficar móveis, atrapalhando a mastigação, prejudicando o visual do sorriso e o hálito. Esse é exemplo de que o implante dentário é a melhor solução diante de um dente natural. Na inevitável necessidade de extração, o implante dentário tem a missão de substituir a raiz dentária, enquanto que a prótese substitui perfeitamente o dente em função e estética, devolvendo a tranquilidade para ao paciente para mastigar e sorrir.

Implantes

Implantes

Não é recomendado que se extraia um dente e deixe o espaço vazio. Essa recomendação é para evitar problemas futuros, já que ausência de dentes, mesmo que seja apenas de um elemento dentário, pode desencadear o desalinhamento dos dentes remanescentes ao longo dos anos.

O paciente que recebe implante dentário e prótese fixa pode relatar pequenas diferenças se comparando com dentes naturais, mas vale lembrar que esse conjunto ainda é a melhor recomendação para suprir ausência dos dentes.  Prótese móvel (dentadura) pode machucar se não for bem projetada para o paciente, que fica com dificuldade de adaptação e o pior, pode senti-la móvel durante a fala e a mastigação.

Postado por:
  • Na Fórmula Odonto, você encontra profissionais que praticam a nova odontologia e que buscam mantê-los o mais distante possível dos eternos tratamentos curativos que, muitas vezes, são incômodos e caros.

    by

Odontologia Estética

Odontologia EstéticaOdontologia Estética

Trata dos aspectos estéticos do tratamento dentário, envolvendo as restaurações estéticas, clareamento, facetas de porcelana, lentes de contato dentais entre outros procedimentos.

Implantes

ImplantesImplantes

Um implante dentário consiste na substituição de uma raiz natural perdida por uma raiz artificial em titânio, e posterior inserção das coroas unitárias ou próteses.

Clareamento dental

Clareamento dentalClareamento dental

O mais avançado Clareamento dental. O clareamento está indicado para pessoas que tenham os dentes amarelados e queiram melhorar sua aparência.

Ortodontia

OrtodontiaOrtodontia

Essa especialidade odontológica se preocupa com o estudo e tratamento da mordida inadequada, que pode provocar irregularidades nos dentes, dores articulares e de cabeça.

  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram